Fórum em Português

!!!!!NOVO!!!!! Fórum em Português onde você pode estudar a Bíblia, colocar questões e debater temas Bíblicos. http://www.bibliaaberta.comeze.com/phpBB3/
Sábado, 5 de Setembro de 2009

A SEMENTE PROMETIDA

Abraão recebeu muitas e grandiosas promessas de Deus, incluindo a promessa da Terra na qual ele e os seus descendentes um dia viverão. Mas a chave para todas elas foi a promessa da sua semente ou descendência através da qual tudo viria a acontecer. Como Dudley Fifield agora vai explicar, as promessas acerca da semente de Abraão une ambos Antigo e Novo Testamentos. Ao entender isto você terá uma chave importante para entender uma parte vital do propósito de Deus que vai-se desenrolando.

1-> Em Génesis capítulo 12, quando Deus primeiramente chamou Abrão, Ele disse-lhe que faria dele uma grande nação (v. 2) depois, quando Abrão chegou à terra de Canaã, o SENHOR fez a seguinte declaração: "Darei à tua descendência esta terra. Ali edificou Abrão um altar ao SENHOR, que lhe aparecera." (versículo 7). Na versão da Bíblia Almeida Corrigida usa a palavra "semente" em vez de "descendência" que, assim como o texto original em Hebraico, pode ser um descentende o muitos. Pode ser entendida tanto no singular como no plural e , como veremos, isto é algo importante.

Você tem que ver cada uma das várias promessas e decidir (assim como os tradutores o fizeram neste caso) se "semente" é singular ou plural. Dada a promessa do versículo 2 - que Abrão seria uma grande nação - podemos bem supor, nesta circunstância, que devemos entendê-la como plural - uma grande nação. Isso talvez esteja correto, mas pode estar errado. Espere e veja!

 

2-> No capítulo 13 depois de Abrão e Ló terem-se separado por causa dos seus muitos rebanhos e manadas que eram demasiados para serem alimentados em uma só área, Deus disse isto a Abrão:

 

"Ergue os olhos e olha desde onde estás para o norte, para o sul, para o oriente e para o ocidente; porque toda essa terra que vês, eu ta darei, a ti e à tua descendência, para sempre." (13:14-15)

 

Note que uma herança eterna é prometida aqui tanto a Abrão como à sua semente. Para Abraão, pessoalmente, isto envolverá a sua ressurreição para a vida eterna, pois faz muito que ele morreu - inconsciente no pó da terra. Enquanto à sua "semente", essa promessa pode ser entendida de duas maneiras. Primeiro, como ele, eles poderiam ser feitos imortais, para viverem com o seu antepassado. Mas também poderia indicar que os descendentes de Abrão possuiriam a terra para sempre, através de sucessivas gerações. Isso não implicaria vida eterna para todos os indivíduos em causa. Mais uma vez existe uma ambiguidade intencional aqui.

 

3-> No capítulo 15, quando Deus fez uma aliança em relação à terra com Abrão, o contexto claramente indica que a referência à sua "semente" é a primessa concernente à nação de Israel, à qual seria dada esta terra "desde o rio do Egito até ao grande rio Eufrates" (15:18), pois eles a possuiriam em vez das dez nações listadas que nessa altura ocupavam essa terra. Mas o registo explica que Abraão tinha um problema que ainda tinha que ser resolvido. Pois o seguinte capítulo começa com uma explicação: "Ora, Sarai, mulher de Abrão, não lhe dava filhos" (Génesis 16:1). Com toda a menção de uma "semente" (quer seja singular ou plural - uma ou muitas), Abraão e Sara não tinham filhos e ambos estavam ficando velhos.

 

4-> Numa tentavida de resolver esta situação, segundo o costume desse tempo, Sarai deu a Abrão a sua serva Agar, para que gerasse semente para a família. Através disto nasceu um filho chamado Ismael, do qual se originaram os povos Árabes que habitam o Oriente Médio dos nossos dias. Deus disse a Ismael que:

 

"Ele será, entre os homens, como um jumento selvagem; a sua mão será contra todos, e a mão de todos, contra ele; e habitará fronteiro a todos os seus irmãos" (16:12).

 

Esta é a herança que Deus prometeu ao povo Árabe. Abrão tinha 86 anos quando Ismael nasceu (16:16) e foram uns impressionantes 13 anos mais tarde que Deus apareceu a Abrão e fez um pacto com ele, mais uma vez sobre a sua "semente". Isto é o que Deus disse: "Farei uma aliança entre mim e ti e te multiplicarei extraordinariamente" (17:2). Desta vez estava bem claro que Deus estava falando acerca de uma descendência numerosa; de fato, Deus disse-lhe que ele seria o pai de muitas nações e como sinal disto ele mudou o seu nome de Abrão para Abraão que significa "pai de uma multidão". Deus disse que Ele faria um pacto eterno com Abraão e com a sua semente depois dele, para dar-lhes toda a terra de Canaã como possessão eterna (Génesis 17:7-10). Para além disso, Deus disse a Abrão que o nome da sua mulher seria mudado para Sara (Princesa) e que Ele lhe daria um filho dela pois, "ela se tornará nações" (17:16).

 

5-> Para essa promessa se cumprir teria que ocorrer um milagre já que por esse tempo Abraão tinha 99 anos e Sara 90. Eles ambos já tinham passado bastante do tempo em que poderiam esperar ter um filho pelo processo normal de procriação. Só se tornaria realidade ao Deus "vivificasse" seus corpos. Era necessário um milagre e no tempo certo o nascimento milagroso de Isaque aconteceu.

 

Ele era realmente um filho da idade avançada deles, mas a fé de Abraão não tinha ainda sido testada até ao seu limite. Quando Isaque já tinha alguns anos, não sabemos a idade precisa, Abraão recebeu a ordem de levá-lo ao monte Moriá e lá oferecê-lo como sacrifício a Deus. Génesis capítulo 22 descreve a impressionante obediência de Abraão, e aceitação em matar o menino porque ele acreditava que Deus o ressuscitaria dos mortos (Génesis 22:5, Hebreus 11:17-19 e Tiago 2:21). Depois de testar a fé de Abraão, Deus impediu-o de oferecer o seu filho e confirmou todas as promessas que lhe tinha feito.

 

" Jurei, por mim mesmo, diz o SENHOR, porquanto fizeste isso e não me negaste o teu único filho, que deveras te abençoarei e certamente multiplicarei a tua descendência como as estrelas dos céus e como a areia na praia do mar; a tua descendência possuirá a cidade dos seus inimigos, nela serão benditas todas as nações da terra, porquanto obedeceste à minha voz." (Génesis 22:16-18).

 

 

Todas as promessas feitas anteriormente em relação à semente estão resumidas nesta revelação final e torna-se evidente que "semente" deve ser entendido:

 

  • de uma maneira natural e espiritual e
  • em sentido singular e plural.

No artigo seguinte, se Deus quiser, veremos cada um destes aspetos usando o apoio do ensino do Novo Testamento.

 

Dudley Fifield

(Article:  The Promised Seed, Glad Tidings 1504, pag. 9-11)

publicado por boasnovasreinodeus às 16:51
link do post | comentar | favorito
|

Fórum em Português

!!!!!NOVO!!!!! Fórum em Português onde você pode estudar a Bíblia, colocar questões e debater temas Bíblicos. http://www.bibliaaberta.comeze.com/phpBB3/

Contacto

Email para colocar questões ou pedir curso Bíblico grátis: curso_gratis@hotmail.com

pesquisar

 

Formspring

posts recentes

A HERANÇA DOS SANTOS É CE...

O Caminho da Vida - O que...

AS TRANSFUSÕES DE SANGUE ...

AS TRANSFUSÕES DE SANGUE ...

O Sábado na Dispensação C...

Guardar o Sábado

Lúcifer - A verdade sobre...

POSSESSÃO DEMONÍACA

O Caminho da Vida - 1 - A...

O Diabo e Satanás

"... que sinal haverá da ...

"Vós sois as minhas teste...

Êxodo

Génesis

Céu e Inferno

Refutação - Sábado - Adve...

O Verdadeiro Sábado

Os Cristadelfianos - Em q...

Os Cristadelfianos - Em q...

Os Cristadelfianos - Em q...

arquivos

Maio 2013

Novembro 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

GeoCount


contador gratis

links

subscrever feeds