Fórum em Português

!!!!!NOVO!!!!! Fórum em Português onde você pode estudar a Bíblia, colocar questões e debater temas Bíblicos. http://www.bibliaaberta.comeze.com/phpBB3/
Terça-feira, 4 de Janeiro de 2011

Os Cristadelfianos - Em que acreditam e o que pregam - cap 7 - Quem Será O Rei?



QUEM SERÁ O REI?

 

Se o reino de Deus de Israel estava condenado ao fracasso em virtude da pecaminosidade humana, como pode surgir alguma coisa melhor? Será que a solução está nas palavras intrigantes: “aquele a quem ela pertence de direito ”? As palavras foram ditas ao dissoluto rei Zedequias, no final do seu
reino. Se as palavras estivessem isoladas ficaríamos deixados à conjetura e, consequentemente, ficaria alguma dúvida sobre seu significado. Mas acontece, porém, que as palavras “aquele a quem ela pertence de direito”, são elas mesmas um eco de uma promessa antiga das Escrituras, uma que faz parte do fio de ouro que atravessa a Bíblia.


Recorde-se que o neto de Abraão, Jacó teve doze filhos, cujos nomes foram dados às doze tribos descendentes deles. Jacó morreu no Egito, mas antes desse evento, ele chamou os seus doze filhos e pronunciou bênçãos. Não há dúvida de que essas bênçãos foram profecias inspiradas por Deus esboçando algo do futuro para cada uma das tribos. Entre estas bênçãos está a seguinte promessa específica para a tribo de Judá:

 

O cetro não se apartará de Judá, nem o bastão de comando de seus descendentes, até que venha aquele a quem ele pertence, e a ele as nações obedecerão.(Génesis 49:10, N.V.I.)

 

“Aquele a quem ela(coroa) pertence” e “aquele a quem ele(cetro) pertence” têm uma semelhança entre si. Cada uma das citações fala de um rei que haveria de vir. A profecia em Génesis diz que aquele que é prometido viria da tribo de Judá. As palavra de Ezequiel foram dirigidas a um rei de Judá. Quem será esta personagem real? Como pode ser dito que ele tem o direito de reinar? O que podem significar as palavras “a ele as nações obedecerão”? A chave está nas palavras de Deus acerca da coroa: “a ele a darei”. O rei reinará por decreto divino.

 

Não se pode ler essas coisas ou refletir seriamente sobre elas sem sentir que são de grande importância para Israel e para as nações. Elas lembram-nos sobre as promessas feitas a Abraão.
Essas promessas, também, envolvem a descendência de Abraão e as nações gentias. Citamos mais uma vez as palavras da última promessa que Deus fez a Abraão:

 

A tua descendência possuirá a cidade dos seus inimigos, nela serão benditas todas as nações da terra.(Génesis 22:17 – 18)

 

É o descendente de Abraão a mesma pessoa que “a quem ela(coroa) pertence”, e “a quem ele(cetro) pertence”? Podemos colocar estas questões no contexto de uma Promessa Real feita ao rei David, que coloca as questões para além de dúvida. Aqui está o plano de fundo para a Promessa Real. David sabia que ele governava para Deus. Ele tinha um aguçado sentido de serviço a este respeito e, acima de tudo ele queria ver a verdadeira adoração de Deus florescer no reino. A essa altura, David
tinha construído uma casa de cedro em Jerusalém e, aparentemente de consciência pesada, queria construir um local permanente para o culto do tabernáculo ao colocar a arca da aliança numa estrutura sólida. O rei foi impedido de prosseguir esta obra, embora louvável que pudesse ser, pelas palavras do profeta do Senhor, entre as quais se encontra o seguinte:

 

Farei levantar depois de ti o teu descendente, que será dos teus filhos, e estabelecerei o seu reino. Esse me edificará casa; e eu estabelecerei o seu trono para sempre... O confirmarei na minha casa e no meu reino para sempre, e o seu trono será estabelecido para sempre.

(1 Crónicas 17:11 – 14).

 

Esta é a aliança de Deus com David, e corresponde em importância com a que é feita a Abraão. Na realidade, juntas elas formam a aliança na sua totalidade, porque elas incluem o grande propósito de Deus, descrito no Novo Testamento como as coisas a respeito do reino de Deus e do nome de Jesus Cristo”. Temos agora os seguintes elementos nestas promessas acerca do rei:

 

Ele...

 

possuirá a cidade dos seus inimigos;

trará bênçãos sobre todas as nações da terra. (Génesis22:17, 18)

 

é aquele a quem ele(cetro) pertence. (Génesis 49:10)

 

é descendente de David. (2 Samuel 7:12)

 

reinará sobre o reino de Deus. (2 Crónicas 17:14)

 

é aquele a quem ela(coroa) pertence de direito. (Ezequiel 21:27)

 

Além disso, sabemos que este rei vitorioso não tinha chegado até à época em que Zedequias foi deposto por Deus e entrou em cativeiro. Ele ainda estava por vir. A esperança da vinda do Rei foi
acarinhad
a pelos cativos na Babilónia. Os homens fiéis refletiam sobre as promessas de Deus e ansiavam pelo seu cumprimento. Entre estes homens de esperança estava o bem conhecido profeta Daniel. Não tão bem conhecido é um notável sonho dado por Deus em que Daniel estava envolvido como intérprete. O sonho era uma ante-visão de acontecimentos históricos importantes. As circunstâncias em que aconteceu foram as seguintes.

 

Cerca de seis séculos antes de Cristo, Nabucodonosor era rei na Babilónia, e a sua glória e império eram amplios. Ele se questionava sobre o que aconteceria aos seus vastos reinos após a sua morte.
O seu sono foi perturbado por um sonho muito vívido que tanto o impressionou que ele acreditava que tinha algum significado para ele. Na manhã seguinte, reuniu os seus encantadores, feiticeiros e astrólogos, e apresentou-lhes uma tarefa impossível. Ele disse que tinha tido um poderoso sonho, mas tinha esquecido do que se tratava. Será que eles poderiam dizer-lhe o sonho? e também a sua interpretação? Os sábios ficaram confusos. As exigências do rei não lhes deixou nenhuma margem para a sua habitual fantasia baseada em ideias que lhes eram apresentadas. Ele não lhes disse nada, e os ameaçou de morte caso eles falhassem na sua missão!


O sonho e as suas consequências eram de Deus. Ele
tinha criado a ilustração perfeita da impotência do homem para recordar o passado que não era conhecido ou delinear o futuro desconhecido. A sabedoria dos sábios tinha sido reduzida a nada.


Entre os sábios e
stava Daniel. Ele tinha sido direcionado para as suas fileiras quando ele estava preso. Daniel aproximou-se do comandante da guarda do rei e pediu a suspensão da execução. Enquanto isso, ele e os seus três companheiros judeus procuraram a ajuda do Senhor em oração, e a Daniel foi revelado tanto o conhecimento do sonho assim como o seu significado. Estes então foram dados a conhecer por Daniel na presença do rei, cuja surpresa deve ter aumentado, enquanto ouvia a descrição lúcida do sonho e a sua interpretação parte por parte.

 

O Sonho de Nabucodonosor

 

O rei no seu sonho, tinha visto uma estátua metálica brilhante e assombrosa de um homem. A cabeça era de ouro, os braços e tórax eram de prata, o ventre e as coxas eram de bronze, as pernas eram de ferro, e os pés eram uma mistura de ferro e de barro. Dentro deste cenário estático foi
injetado
um drama maior. Uma pedra do lado da montanha projetou-se através do ar, sem intervenção humana, e feriu a estátua nos seus pés.


A estátua caiu no chão e foi quebrad
a em pedaços. A pedra então reduziu todas as peças a pó que foi então levado pelo vento. A pedra foi deixada sozinha e depois cresceu e cresceu até que encheu toda a terra.


Não admira que Nabucodonosor senti
sse que o sonho teria algum significado! Daniel começou a revelar o significado da imagem e da Pedra como Deus lhe tinha revelado. Resumidamente, o sonho era um panorama da história do mundo até o momento em que o reino de Deus seria estabelecido na terra. E termina assim:

 

Nos dias destes reis, o Deus do céu suscitará um reino que não será jamais destruído; este reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos estes reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre.(Daniel 2:44)

 

Grande parte da história era em relação à terra de Israel e as nações ao seu redor, especialmente os impérios que dominaram o Oriente Médio. Três partes da imagem são interpretadas no livro: a cabeça de ouro representava a Babilónia (Daniel 2:31), os braços e peito de prata representavam o império Medo-Persa (Daniel 8:20), e a parte inferior do corpo e as coxas retratavam o império Grego de Alexandre o Grande (Daniel 8:21). Daqui resulta que as pernas devem ter simbolizado o império seguinte, o que se seguiu aos gregos. Este deve ser o império Romano, cuja importância para o mundo ocidental, seria difícil sobrestimar. Talvez as pernas representassem as seções oriental e ocidental do império. E que dizer então dos pés de ferro e barro?


Quando o império Romano desapareceu não houve império que o sucedesse que abrangesse a mesma medida do seu território. Apareciam impérios de vez em quando, mas nenhuma se aproximou de Roma em importância ou em extensão dos seus territórios. De fato, podemos concluir a partir do sonho que segundo a intenção de Deus nenhum império se lhe seguiria.

 

No entanto, de passagem, deve-se notar que, embora as partes da imagem sejam sucessivas, de acordo com a interpretação, também representam na totalidade “os reinos dos homens”. É bem possível que, de alguma forma, não revelada no sonho, elas terão algum tipo de coerência no momento em que a pedra fere a estátua. Analisaremos este raciocínio mais à frente no capítulo.


Nabucodonosor, deve ter ficado muito satisfeito por ter o seu sonho reconstruído por Daniel e através da interpretação olhar o futuro através do corredor do tempo. Houve, no entanto, um aspecto
do sonho que, embora seja claramente de grande importância, não foi totalmente desenvolvido por Daniel. A pedra representa quem ou o quê?


No sonho, a pedra era o poderoso meio pelo qual o reino de Deus na Terra, iria ser estabelecido. Digamos de uma vez que a pedra é Cristo. Sabemos isto porque Cristo aplica o título a si mesmo. Na última semana da sua vida, quando ele estava sendo pressionado por todos os lados pela intenção dos governantes judaicos em destruí-lo, Cristo proferiu uma parábola falando da próxima queda do estado vassalo judaico por causa das suas repetidas rejeições da Palavra de Deus. Os governantes perceberam o significado da parábola e com veemência se opuseram a ela. Cristo, então, perguntou-lhes a questão devastadora:

 

Nunca lestes nas Escrituras: A pedra que os construtores rejeitaram, essa veio a ser a principal pedra, angular; isto procede do Senhor e é maravilhoso aos nossos olhos?(Mateus 21:42; Salmo 118:22 -23)

 

Os governantes eram os supostos construtores de Israel, mas eles não conseguiam encaixar Cristo
na sua estrutura. Cristo estava dizendo a eles que era a estrutura que iria cair, mas a Pedra que eles estavam rejeitando era a pedra fundamental da obra de Deus! Cristo é a Pedra.


Cristo era a pedra preparad
asem auxílio de mãos” (como lemos em Daniel 2:34). Na verdade, ele veio da montanha da humanidade, mas ele foi “cortado sem auxílio de mãos”, pois ele não tinha pai humano, era o Filho de Deus. Mais do que isso: ele foi ressuscitado dentre os mortos pelo mesmo poder divino e concedido o dom da imortalidade pelo Pai. Além disso, quando ele voltar a esta terra, como ele seguramente o fará, o tempo será da escolha de Deus:

 

Ao qual(Jesus) é necessário que o céu receba até aos tempos da restauração de todas as coisas, de que Deus falou por boca dos seus santos profetas desde a antiguidade.

(Atos 3:21)

 

Cristo o Rei

 

Esse é o momento em que Deus irá restaurar o Seu reino na Terra. Não ensino mais claro em toda a Bíblia do que aquele que nos fala sobre o Reino mundial de Deus a ser estabelecido na terra com Cristo como rei. Esta tem sido a esperança dos fiéis ao longo dos tempos. Veja esta impressionante ainda que pequena seleção das Escrituras sobre este tema:

 

Aquele que domina com justiça sobre os homens, que domina no temor de Deus, é como a l uz da manhã, quando sai o sol, como manhã sem nuvens, cujo esplendor, depois da chuva, faz brotar da terra a erva. Não está assim com Deus a minha casa(diz David)? Pois estabeleceu comigo uma aliança eterna, em tudo bem definida e segura. Não me fará ele prosperar toda a minha salvação e toda a minha esperança?” (2 Samuel 23:3 - 5)

 

Ele me invocará, dizendo: Tu és meu pai, meu Deus e a rocha da minha salvação.

Fá-lo-ei, por isso, meu primogênito, o mais elevado entre os reis da terra.” (Salmo 89:26 - 27)

Julgue ele com justiça o teu povo e os teus aflitos, com eqüidade... salve os filhos dos necessitados e esmague ao opressor... Floresça em seus dias o justo, e haja abundância de paz até que cesse de haver lua... todos os reis se prostrem perante ele; todas as nações o sirvam... Subsista para sempre o seu nome e prospere enquanto resplandecer o sol; nele sejam abençoados todos os homens, e as nações lhe chamem bem-aventurado.

(do Salmo 72)

 

Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz; para que se aumente o seu governo, e venha paz sem fim sobre o trono de Davi e sobre o seu reino, para o estabelecer e o firmar mediante o juízo e a justiça, desde agora e para sempre. O zelo do SENHOR dos Exércitos fará isto.” (Isaías 9:6 –7)

 

A lua se envergonhará, e o sol se confundirá quando o SENHOR dos Exércitos reinar no monte Sião e em Jerusalém; perante os seus anciãos haverá glória.(Isaías 24:23)

 

Irão muitas nações e dirão: Vinde, e subamos ao monte do SENHOR e à casa do Deus de Jacó, para que nos ensine os seus caminhos, e andemos pelas suas veredas; porque de Sião sairá a lei, e a palavra do SENHOR, de Jerusalém. Ele julgará entre os povos e corrigirá muitas nações; estas converterão as suas espadas em relhas de arados e suas lanças, em podadeiras; uma nação não levantará a espada contra outra nação, nem aprenderão mais a guerra.” (Isaías 2:3 – 4)

 

Naquele tempo, chamarão a Jerusalém de Trono do SENHOR; nela se reunirão todas as nações em nome do SENHOR.” (Jeremias 3:17)

 

Eis que vêm dias, diz o SENHOR, em que levantarei a Davi um Renovo justo; e, rei que é, reinará, e agirá sabiamente, e executará o juízo e a justiça na terra. Nos seus dias, Judá será salvo, e Israel habitará seguro; será este o seu nome, com que será chamado: SENHOR, Justiça Nossa.” (Jeremias 23:5 - 6)

 

O SENHOR será Rei sobre toda a terra; naquele dia, um só será o SENHOR, e um só será o seu nome.(Zacarias 14:9)

 

Maria, não temas...Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem chamarás pelo nome de Jesus. Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo; Deus, o Senhor, lhe dará o trono de Davi, seu pai; ele reinará para sempre sobre a casa de Jacó, e o seu reinado não terá fim.” (Lucas 1:30 - 33)

 

Porque o Filho do Homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos, e, então, retribuirá a cada um conforme as suas obras.(Mateus 16:27)

 

Quando vier o Filho do Homem na sua majestade e todos os anjos com ele, então, se assentará no trono da sua glória.” (Mateus 25:31)

 

Quando do céu se manifestar o Senhor Jesus com os anjos do seu poder, em chama de fogo, tomando vingança contra os que não conhecem a Deus e contra os que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus. Estes sofrerão penalidade de eterna destruição, banidos da face do Senhor e da glória do seu poder, quando vier para ser glorificado nos seus santos e ser admirado em todos os que creram.” (1 Tessalonicenses 1:7 - 10)

 

Porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação e para o nosso Deus os constituíste reino e sacerdotes; e reinarão sobre a terra.” (Apocalipse 5:9 - 10)

 

Bem-aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre esses a segunda morte não tem autoridade; pelo contrário, serão sacerdotes de Deus e de Cristo e reinarão com ele os mil anos.(Apocalipse 20:6)

 

O sétimo anjo tocou a trombeta, e houve no céu grandes vozes, dizendo: O reino do mundo se tornou de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos... Graças te damos, Senhor Deus, Todo-Poderoso, que és e que eras, porque assumiste o teu grande poder e passaste a reinar. Na verdade, as nações se enfureceram; chegou, porém, a tua ira, e o tempo determinado para serem julgados os mortos, para se dar o galardão aos teus servos, os profetas, aos santos e aos que temem o teu nome, tanto aos pequenos como aos grandes, e para destruíres os que destroem a terra.” (Apocalipse 11:15 – 18)

 

Estas passagens devem ser lidas e relidas. Elas contêm tanto das promessas proféticas de Deus, especialmente aquelas dadas a Abraão e David. Cristo é o rei designado por Deus. Deus lhe dará o trono de David em Jerusalém; e no seu retorno à terra, Cristo reinará sobre o Reino de Deus na
terra no tempo em que a ressurreição e o julgamento terão lugar. Aqueles que receberem a imortalidade das mãos do Senhor Jesus Cristo, o Juiz, reinarão com ele no Reino de seu Pai na
terra.


Além disso, a partir das Escrituras, sabemos que o início deste reino terá lugar num momento de dificuldade mundial. O poder irresistível e justo de Cristo repreenderá o ímpio e removera a opressão entre as multidões da terra. A Pedra ferirá os reinos dos homens, a fim de acabar com a velha ordem mundial e trazer a majestade e bênçãos de Deus a um mundo de pecado e sofrimento.

publicado por boasnovasreinodeus às 11:34
link do post | comentar | favorito
|

Fórum em Português

!!!!!NOVO!!!!! Fórum em Português onde você pode estudar a Bíblia, colocar questões e debater temas Bíblicos. http://www.bibliaaberta.comeze.com/phpBB3/

Contacto

Email para colocar questões ou pedir curso Bíblico grátis: curso_gratis@hotmail.com

pesquisar

 

Formspring

posts recentes

A HERANÇA DOS SANTOS É CE...

O Caminho da Vida - O que...

AS TRANSFUSÕES DE SANGUE ...

AS TRANSFUSÕES DE SANGUE ...

O Sábado na Dispensação C...

Guardar o Sábado

Lúcifer - A verdade sobre...

POSSESSÃO DEMONÍACA

O Caminho da Vida - 1 - A...

O Diabo e Satanás

"... que sinal haverá da ...

"Vós sois as minhas teste...

Êxodo

Génesis

Céu e Inferno

Refutação - Sábado - Adve...

O Verdadeiro Sábado

Os Cristadelfianos - Em q...

Os Cristadelfianos - Em q...

Os Cristadelfianos - Em q...

arquivos

Maio 2013

Novembro 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

GeoCount


contador gratis

links

subscrever feeds