Fórum em Português

!!!!!NOVO!!!!! Fórum em Português onde você pode estudar a Bíblia, colocar questões e debater temas Bíblicos. http://www.bibliaaberta.comeze.com/phpBB3/
Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

EXISTE UM DEUS DO MAL? - Parte 2

Na primeira parte deste artigo David Caudery mostrou que o Deus Todo-Poderoso é supremo e único. Não existe ninguém que O possa rivalizar ou desafiar e não existe um diabo sobrenatural. Em vez disso somos tentados quando somos atraídos pelos nossos desejos e pecamos quando nos deixamos vencer por eles. Mas essa conclusão leva a uma questão importante.

 

Diabo e Satanás

 

Isto leva-nos a considerar como são usadas as palavras "diabo" e "Satanás" na Bíblia. O que significam realmente estas palavras? Entender o que a Bíblia quer dizer com estas palavras pode se tornar mais difícil em algumas traduções da Bíblia. Versões em idiomas como Tamil e Telegu usam uma palavra que, na língua local, significa Deus do mal ou espírito mau. No entanto, quando a Bíblia foi originalmente escrita, as palavras diabo e Satanás não tinham esse sentido.

 

A palavra diabo não aparece nem uma única vez no Antigo Testamento - e a palavra Satanás, que não significa necessariamente a mesma coisa, é a tradução da palavra sathan, que tem o significado primário de "adversário". Quando a Bíblia foi traduzida para o Português faz 250 anos, a crença num poder do mal sobrenatural estava generalizada, e os tradutores identificaram em sathan, uma palavra que eles pensaram podia se referir a tal poder.

 

Adversários Satanás

 

-> Antigo Testamento

 

Sete vezes no Antigo Testamento a palavra sathan foi traduzida para o Português como adversário, uma vez como inimigo e outra vez como acusador e não Satanás nessas 9 vezes, porque era óbvio desde o contexto que esse era o seu significado. Para ilustrar isto, vejamos alguns exemplos;

 

David estava fugindo do invejoso Rei Saul para salvar a sua vida, a sua situação era tão desesperada que ele tomou refugiu entre os Filisteus em Gate mesmo tendo anteriormente matado o heroi deles, Golias. Naturalmente, alguns dos Filisteus não confiavam nele, e quando rebentou a guerra com os Israelitas eles queixaram-se ao chefe dos Filisteus dizendo que não seria sábio que ele fosse com eles para lutar pois poderia mostrar-se ser um traidor. Eles disseram: "Porém os príncipes dos filisteus muito se indignaram contra ele; e lhe disseram: Faze voltar este homem, para que torne ao lugar que lhe designaste e não desça conosco à batalha, para que não se faça nosso adversário no combate" (1 Samuel 29:4). A palavra traduzida "adversário" é a palavra Hebraica sathan.

 

A primeira referência a sathan no Antigo Testamento refere-se a esse tempo quando um anjo de Deus foi um adversário para Balaão, o falso profeta. I anjo foi enviado por Deus para evitar que Balaão passasse e só a mula de Balaão o viu, pois o profeta estava cego para tudo o que ele não queria ver.

 

Os que acreditam que Satanás é um deus do mal podem ficar perplexos pela referência a Satanás no primeiro capítulo de Jó. O sathan em questão vem até à presença de Deus e fala com Ele, e Deus concorda em permitir que Satanás (ou adversário) teste Jó para ver como é a sua fé. Através de todo o livro, Jó sabe, no entanto, que a ação é de Deus, que está controlando o teste, não uma força maligna. E o livro termina com a confirmação:

 

"Então, vieram a ele todos os seus irmãos, e todas as suas irmãs, e todos quantos dantes o conheceram, e comeram com ele em sua casa, e se condoeram dele, e o consolaram de todo o mal que o SENHOR lhe havia enviado; (Jó 42:11).


-> Novo Testamento


No Novo Testamento lemos como Pedro, discípulo do Senhor Jesus, tentando persuadir o seu Mestre para que não fosse para Jerusalém depois que Jesus lhe ter dito que iria, e que seria preso e que o matariam lá. Jesus viu Pedro nesse momento como um adversário - alguém que estava tentado evitar que a vontade de Deus fosse feita, por isso ele chamou-o de "Satanás" e depois definiu a fonte da má influência:

 

"Mas Jesus, voltando-se, disse a Pedro: Arreda, Satanás! Tu és para mim pedra de tropeço, porque não cogitas das coisas de Deus, e sim das dos homens. (Mateus 16:23).


Pedro tinha sido motivado pelo pensamento humano e isso levou-o a errar. Ninguém colocou isso na cabeça dele: a sua própria natureza humana instigou-o para que encoraja-se Jesus a evitar a cruz, se pudesse.

 

Os Diabos no Novo Testamento

 

É somente no Novo Testamento que encontramos a palavra diabo, e esta palavra é geralmente uma transliteração da palavra Grega diabolos É geralmente traduzida "diabo", mas nem sempre. Paulo usou a palavra nas suas cartas para Timóteo e Tito, onde é traduzida "maldizentes", "caluniadores" e "caluniadoras" (veja 1 Timóteo 3:11; 2 Timóteo 3:3; Tito 2:3). Num dos casos as mulheres idosas são admoestadas para não serem maldizentes, noutro caso as mulheres dos diáconos são admoestadas para não serem caluniadoras. Existem muitas outras passagens onde aparece a palavra diabolos e onde teria mais sentido se tivesse sido traduzida para uma destas palavras.

Numa passagem o discípulo que traiu Jesus - Judas Escariotes - é descrito por ele como um diabo, quando Jesus diz: "Não vos escolhi eu em número de doze? Contudo, um de vós é diabo." (João 6:70). É evidente que a mente de Judas estava baseada no seu pensamento; talvez ele pensasse que podia fazer dinheiro com os Fariseus e esperava que Jesus milagrosamente escapasse deles.

 

 

E Acerca dos Demónios?

 

As traduções mais antigas da Bíblia traduzem outra palavra Grega como "diabo" ou "diabos". As traduções modernas traduzem esta palavra Hebraica como demónios. Não tem relação com a palavra diabolos. Através do Antigo Testamento não há indicação de nenhuma crença em demónios. Mas, no tempo de Cristo, muita gente comçou a imaginar que lunáticos ou loucos tinham algum tipo de possessão sobrenatural sobre as suas mentes que causara a sua loucura.

 

Quando vamos à literatura Grega encontramos referências abundantes à sua crença em demónios, eles usavam a palavra daimonia, e acreditavam que estes eram espíritos dos humanos que tinham morrido. Mas a Bíblia ensina que a morte é um sono até à ressurreição; não existe consciência depois da morte até que ocorra a ressurreição. No entanto, os Gregos imaginavam que estes daimonia existiam, até ao ponto de crer que eles podiam possuir até ídolos que eram adorados.

 

Assim a imaginação humana pôs-se em ação, tanto que pessoas que evidentemente tinham algum problema mental, como por exemplo um ataque de epilético, era pensado que estavam possuídas por demónios. Infelizmente, esta crença ainda existe em alguma igrejas hoje, como demonstrado pelas tentativas de exorcisar um suposto espírito mau.

 

Nos dias de Jesus, tal era a oposição a ele, originada na inveja, que até o acusaram de ter demónio. Havia uma grande disputa entre as pessoas sobre isto, e alguns disseram "Este modo de falar não é de endemoninhado; pode, porventura, um demônio abrir os olhos aos cegos?" Você pode ler isso em João Capítulo 10, versículo 20 e seguintes.

 

Uma vez, quando eles trouxeram um homem a Jesus que tinha nascido cego e mudo, eles até disseram que ele estava possuído por um demónio: "Então, lhe trouxeram um endemoninhado, cego e mudo; e ele o curou, passando o mudo a falar e a ver" (Mateus 12:22). O homem era cego e mudo, mas porque ele do exterior parecia normal, as pessoas concluiram que ele deveria estar possuído por alguém ou por alguma coisa.

 

Jesus Destruiu o Diabo

 

Existe uma passagem intrigante na Carta aos Hebreus que merece ser estudada com cuidado. Ela diz-nos que o que é o diabo e o que Jesus fez para destruir o poder dele. Aqui está ela:

 

"Visto, pois, que os filhos têm participação comum de carne e sangue, destes também ele, igualmente, participou, para que, por sua morte, destruísse aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo" (Hebreus 2:14).

 

Note o que diz aí: Jesus destruiu aquele que tem o poder da morte. Se você perguntar porque morrem as pessoas, a resposta terá ser que eles são mortais e isso é assim porcausa do pecado. Então aqui (assim como noutras partes da Bíblia) a palavra "diabo" está a ser usada como um sinónimo(uma palavra similar) para pecado. Como Paulo diz em outro lugar: "O salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor"(Romanos 6:23).

 

Colocando isto em palavras simples, está a nos ser dito que todo o ser humano é pecador e por isso todos merecemos morrer. Jesus veio para destruir o pecado, ou seja, tornar o pecado incapaz de nos destruir. Jesus fez isso ao morrer como oferta pelo pecado - pelos nossos pecados - mas ao fazer isso ele retirou o poder do pecado - nosso adversário - de nos destruir.

 

Todos os que vêm a Jesus, sabendo que são pecadores, dedicando as suas vidas em serviço a ele, começam por ser batizados. Eles se apercebem que aquele que tinha o poder de os destruir eternamente, não mais tem esse poder. Através de Jesus têm a promessa da vida eterna. Então, eis aqui uma questão para ser considerada por você:

 

"Você segue Jesus sabendo o que ele realmente ensinou? Você entende a sua mensagem e procura a sua ajuda para livrar-se do diabo real?"

 

David Caudery


(Article: Is There a God of Evil, Glad Tidings 1484, pag. 16-18)

publicado por boasnovasreinodeus às 18:32
link do post | comentar | favorito
|

Fórum em Português

!!!!!NOVO!!!!! Fórum em Português onde você pode estudar a Bíblia, colocar questões e debater temas Bíblicos. http://www.bibliaaberta.comeze.com/phpBB3/

Contacto

Email para colocar questões ou pedir curso Bíblico grátis: curso_gratis@hotmail.com

pesquisar

 

Formspring

posts recentes

A HERANÇA DOS SANTOS É CE...

O Caminho da Vida - O que...

AS TRANSFUSÕES DE SANGUE ...

AS TRANSFUSÕES DE SANGUE ...

O Sábado na Dispensação C...

Guardar o Sábado

Lúcifer - A verdade sobre...

POSSESSÃO DEMONÍACA

O Caminho da Vida - 1 - A...

O Diabo e Satanás

"... que sinal haverá da ...

"Vós sois as minhas teste...

Êxodo

Génesis

Céu e Inferno

Refutação - Sábado - Adve...

O Verdadeiro Sábado

Os Cristadelfianos - Em q...

Os Cristadelfianos - Em q...

Os Cristadelfianos - Em q...

arquivos

Maio 2013

Novembro 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

GeoCount


contador gratis

links

subscrever feeds